Marcos Ottaviano | www.marcosottaviano.com.br

Livros
ENTREVISTA - Marcos Ottaviano e o seu livro sobre blues PDF Imprimir E-mail
Escrito por Henrique Inglez de Souza   
Qui, 14 de Fevereiro de 2013 22:28

Marcos Ottaviano lançou durante a última edição da Expomusic o livro 'Guitarra Blues: do Tradicional ao Moderno'. O projeto foi desenvolvido em parceria com Guitar Player e aborda as mais diversas vertentes do estilo.


O livro vem com um CD de áudio (playbacks) especialmente gravado pelo guitarrista e traz passagens e manhas inspiradas nas pegadas dos grandes mestres. São 30 lições transcritas e analisadas por Ottaviano, que transita pelo Chicago blues, boogie, funk blues, blues britânico, Texas shuffle e muito mais.

Veja o papo que tivemos com o guitarrista.

GP - Se você não fosse o Marcos Ottaviano e fosse um guitarrista que estivesse interessado em aprender a tocar blues, o que acha que chamaria a atenção na abordagem do livro?

Marcos Ottaviano - Esse livro traz vários assuntos que podem chamar atenção. Há um método que aborda vários estilos dentro do blues e está dividido em quatro partes. Todas as lições foram analisadas por mim e o guitarrista Wesley Caesar, que assina a coordenação musical comigo. Uma quinta parte do livro foi preparada especialmente pelo guitarrista e produtor Amleto Barboni, que fala sobre a produção do CD que acompanha o livro. As gravações das lições tiveram as participações do baixista Andrei Ivanovic e do baterista Richard Montaño, grandes músicos e especialistas no gênero. Ter as lições e os playbacks gravados por uma banda de verdade facilita muito os estudos. Dá mais naturalidade para praticar. Mas, acima de tudo, a principal função dele é ser didático. Você pode dedicar um período a cada parte como se usasse apostilas. Dessa maneira, o estudo do método fica mais proveitoso.

GP - Quanto tempo levou pesquisando e preparando o material? Não deve ter sido fácil reunir variadas vertentes do blues...

Marcos Ottaviano - Esse trabalho é parte do material que desenvolvi para as minhas aulas, desde 1990. Quando comecei a estruturar o meu curso, a primeira ideia foi fazer com que ele fosse didático e, ao mesmo tempo, musical, agradável para tocar. Juntar vários estilos e vertentes do blues não era a ideia inicial. Isso surgiu naturalmente, a cada lição. Já fazia parte do meu estilo de tocar.

GP - Houve alguma vertente do blues que você não conhecia e que acabou "descobrindo" durante as pesquisas para o livro?

Marcos Ottaviano - Não. Como as pesquisas para o livro começaram há 20 anos, sabia exatamente o que queria fazer.

GP - Das diferentes abordagens do blues que você tratou, qual é a mais "exótica", aquela que mais possa surpreender o leitor?

Marcos Ottaviano - Como o blues é um estilo que faz parte do meu modo de tocar, já estou bastante acostumado com todas as sonoridades. Entretanto, acho que a lição que trata sobre chord melody, com aqueles fragmentos, double stops e baixos alternados, causam sempre um frescor e é algo que surpreende a todos. O tempo da música marcado com o pé captado durante a gravação dá um clima todo especial, e isso é muito blues!

GP - No seu estilo, você entende que usa recursos de todas essas abordagens ou isso não é possível? Como é?

Marcos Ottaviano - Posso dizer que sim, que uso todos os recursos abordados no livro. Porém, é preciso que haja bom senso para não soar uma cópia, uma colcha de retalhos.  Não se pode colocar tudo que você aprendeu em uma única música, que vem em primeiro lugar. Ao mesmo tempo, você tem de desenvolver um conhecimento musical que te permita levar a música para o lugar que bem queira.

Foto: Divulgação


Última atualização em Qui, 14 de Fevereiro de 2013 22:33