Biografia

Ottaviano Biografia

história, carreira e mais...

Bio - Ottaviano PB
Blue Jeans e B.B. King
Marcos Ottaviano e Ron Wood

Guitarrista e compositor, Marcos Ottaviano iniciou sua trajetória em 1990, como um dos fundadores da Companhia Paulista de Blues. No mesmo ano, começa a dar aulas de guitarra Blues. O músico é uma referência deste estilo no Brasil.

Em 1992, integrou a banda de Celso Blues Boy e, em 1994, participou do grupo Fickle Pickle.

Em 1993, Ottaviano entrou na banda Blue Jeans, onde permaneceu durante treze anos. A banda até hoje é considerada o melhor trio de Blues do País.

Em 2002, a Blue Jeans fez uma jam histórica no Bourbon Street com Ronnie Wood, guitarrista dos Rolling Stones que, entusiasmado com Ottaviano, o chamou de “The Teacher”.

Em 2003, a banda lançou o CD Come Back Home. O disco conseguiu emplacar sete músicas no Top 10 da maior rádio norte-americana de Blues da internet, a Bandit Blues Radio, um recorde na história da emissora.

Em 2004, o grupo abriu os shows de B.B. King em São Paulo. Convidados a subir ao palco pelo Rei do Blues ao fim da sua apresentação, B.B. declarou:

“Minha missão está cumprida, porque há, no mundo, uma banda, como a Blue Jeans, representando tão bem o blues.”

– B.B. King

Em 2007, comemorando vinte anos de carreira, a banda lançou um DVD com o Bluesman de Chicago Magic Slim, que veio ao Brasil especialmente para esta gravação.

Em 2000, lançou seu primeiro disco solo, November 12 Sessions. O trabalho, produzido por Alexandre Fontanetti, apresenta composições próprias e releituras de clássicos do Blues.

Em 2010, lançou o álbum Marcos Ottaviano e Kiko Moura Project, que arrancou elogios do precursor da Bossa Nova, Roberto Menescal.

Em 2013, chegou ao mercado Blood, Sweat & Electric, uma coletânea instrumental de suas composições, com gravações realizadas entre 1995 e 2010.

Em 2010, lançou o livro Guitarra Blues, do Tradicional ao Moderno, fruto de um amplo estudo realizado pelo guitarrista ao longo de 25 anos. O livro está na sua 3ª edição e já vendeu mais de 4.000 exemplares.

Em outubro de 2015, Ottaviano foi convidado para uma matéria de capa da edição comemorativa da Revista Guitar Player Brasil.

Ao longo de sua carreira, abriu shows para Buddy Guy, além do já mencionado B.B. King, e dividiu o palco com Big Time Sarah, John Pizzarelli, Peter Tork (The Monkees) e Bobby Keys, entre outros.

Produziu e tocou no terceiro disco do cantor e compositor Marcio Tucunduva, intitulado Tempestade. O álbum foi mixado pelo engenheiro de som e produtor Chris Shaw, quatro vezes vencedor do Grammy (com Bob Dylan: Love and Theft e Modern Times, The Derek Trucks Band: Already Free, e Wilco: A Ghost is Born)

Ottaviano é um dos guitarristas de Blues mais requisitados para gravações em estúdio. O músico já trabalhou com nomes como Nasi, Mona Gadelha, Robson Fernandes e Clara Guimel, totalizando colaborações em mais de trinta álbuns. Além disso, dá continuidade ao ensino de guitarra Blues no Brasil, e segue se apresentando ao vivo com sua banda.

Quotes:

“Marcos Ottaviano é um dos maiores representantes brasileiros da guitarra no blues. Ele toca com maestria e estilo. como professor, está passando essa magia às futura gerações.”

– Andreas Kisser (Sepultura)

“O que me chama a atenção é a discrição, a elegância e a intimidade com a guitarra, características dos grandes músicos que permeiam o mode de ser de Marcos Ottaviano. Tocar blues muitos tocam. Tocar o coração com o blues é coisa para poucos. Marcos está nesse time!”

– Edgard Scandurra

“Conheço o Marcos há um bom tempo e sempre admirei a maneira como ele toca blues. Parece um veterano americano. É um estudioso do estilo e o conhece como ninguém. Desde o som da guitarra até a forma como aplica as frases na hora certa, sem exageros, timbre perfeiro e muito feeling.”

– Faiska

“Excelente fraseado, ótimo timbre, fantástico guitarrista!”

– John Pizzarelli

“Ouvindo Marcos tocar, precebo que cada nota conta uma história. Com a oportunidade de conhecer um pouco mais desse estilo, por meio desse livro (Guitarra Blues – Do Tradiocional ao Moderno), acho que vou ‘bluesear’ um pouco a minha bossa nova.”

– Roberto Menescal

“Professor, talvez você possa me dar algumas aulas?”

– RON WOOD para Marcos Ottaviano, após jam session. – ISTO É, janeiro de 2002
Fechar Menu